E-mail: blogdofoguinho@hotmail.com Fone: (098) 99147-3880

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Polícia de Mata Roma apreende maconha que estava personalizada em cores da Copa do Mundo.

Embalagens da maconha em verde e amarelo

Por: Blog do Foguinho, 22 de maio de 2014.

A guarnição da Polícia Militar de Mata Roma recebeu uma ligação no final da tarde de quarta-feira, 21, sobre uma mulher que estava fazendo a retirada de alguns pertences da sua própria casa. Ela solicitou a presença da PM para evitar brigas com o marido.

A Polícia chegou no local e observou que dentro do fogão tinha várias trouxinhas de maconha. A PM acredita que seja para o tráfico.

A droga pertence a um jovem conhecido por “Luanda”  ele fugiu do local antes da chegada da Polícia.

As trouxas de maconha estão personalizadas com as cores da copa do mundo, verde e amarelo. Agora até a maconha está no ritmo da copa 2014.

Leia outras notícias no Blog do Foguinho e acompanhe nosso Blog pelo facebook ou envie notícias pelo WhatsApp- (098) 9147-3880.

Vereadora Fernanda de Mata Roma emite nota de esclarecimento sobre matéria do blog.

Após a matéria com o título, Mata Roma! Veja porque o vice-prefeito de Mata Roma Dr. Jackson traiu a prefeita Carmem Neto para se unir a oposição”. vinculada neste blog, a vereadora Fernanda Maria (PSL), emitiu um nota de esclarecimento para esta publicação.

Leia outras notícias no Blog do Foguinho e acompanhe nosso Blog pelo facebook ou envie notícias pelo WhatsApp- (098) 9147-3880.

Vereadora Fernanda Maria ( PSL)


DIREITO DE RESPOSTA
Em face da publicação veiculada no “Blog do Foguinho”[1], na data de 20/05/2014, com o título: “Mata Roma! Veja porque o vice-prefeito de Mata Roma Dr. Jackson traiu a prefeita Carmem Neto para se unir a oposição”.


Acerca da Denúncia dirigida em face do vice-prefeito Jackson e da Vereadora Fernanda, cumpre destacar, que, a cópia da lista com ela apresentada (único documento que acompanhou a denúncia), não traz nada além de uma reprodução de uma anotação manuscrita que faz referência a 4 (quatro) cargos políticos, 4 (quatro) salários e a um suposto orçamento de campanha. Daí perguntar-se: em que consiste a ilicitude?

Pela simples leitura das fantasiosas, absurdas e levianas acusações contidas na “Denúncia”, percebe-se que as mesmas (acusações) não resistem ao singelo uso do raciocínio lógico, pois, além de a prova apresentada ser fraca e insuficiente, as conclusões oferecidas na peça acusatória apresentam-se contrárias ao próprio conteúdo da “lista”.

Nesse contexto, cumpre destacar que a cópia da lista não apresenta qualquer informação sobre: 1) data; 2) localidade; 3) remetente; 4) destinatário; 5) autor; etc. Ou seja, o referido “documento” está descontextualizado de qualquer circunstância em que se possa sequer aferir: 1) quando? 2) onde? 3) quem remeteu? 4) quem recebeu? 5) quem fez? 6) qual o propósito da lista? Etc.

Assim, essa singela “lista” não autoriza ninguém a concluir nada sobre a prática de qualquer ilicitude, muito menos de natureza político-administrativa, pois se apresentou dissociada de quaisquer outros elementos de prova.

Mesmo a lista não sendo verdadeira, é sabido que, no jogo político, as aspirações a cargos públicos são lícitas, legítimas e fazem parte do próprio jogo democrático. Afinal, o que dizer de o PMDB, no cenário nacional, pleitear 05 (cinco) Ministérios à Presidente Dilma? Conduta esta sim, de conhecimento púbico e notório, que são reproduzidas por todos os partidos e em todas as esferas de poder político!

Considerar tal circunstância como suficiente para produzir uma cassação, constituir-se-ia, em verdadeira ofensa à vontade do eleitor das minorias parlamentares, pois, estas estariam subjugadas a terem seus mandatos cassados pelas maiorias. Uma verdadeira ofensa ao regime democrático, passível de impugnação através do judiciário, bem como, de punição dos responsáveis por manobras tão abjetas.

Utilizando-se de uma visão racional e não fantasiosa, quando muito, é possível supor através daquelas singelas anotações, que elas (anotações) se tratariam de mero planejamento e aspiração política de algum grupo, em momento que antecedeu à eleição municipal. Afinal, como se pode se aspirar pelo cargo de vice-prefeito em pleno final de 2013, conforme dito na “denúncia”? Certamente por tais razões, a “denúncia” preferiu não fazer considerações sobre o cargo de vice-prefeito, pois a lógica afastaria a versão de que os fatos supostamente ocorreram no final de 2013 (conforme dito na denúncia). Daí se concluir que a data ali indicada é falsa!

Graves, em verdade, são as conclusões dos relatórios da Controladoria Geral da União – CGU, que apontam que no Município de Mata Roma, houve desvios de dinheiro público na ordem dos R$ 35.000.000,00 (trinta e cinco milhões de reais)!

Certamente, por apresentar à sociedade condutas gravíssimas como a acima referida, os atingidos procuraram um meio escuso, inclusive se utilizando terceiro, para tentar denegrir a imagem de quem se preocupa com o Povo.

Somente para finalizar, cumpre destacar que embora o “Denunciante” faça inúmeras afirmações caluniosas em face daquela singela lista, ele (denunciante) não soube explicar onde estava e qual era seu papel nessa suposta reunião para ser sabedor de tatos fatos. Daí perguntar-se novamente: por que isso não restou esclarecido?!

A verdade breve surgirá! Aguardem!



Prefeito de Afonso Cunha tem conta julgada irregular pelo TCE

Prefeito José Leane

O prefeito do município de Afonso Cunha, José Leane de Pinho Borges, teve julgada irregular nesta quarta-feira (21), durante sessão plenária do Tribunal de Contas do Estado (TCE/MA), a sua prestação de contas da Administração Direta referente ao exercício financeiro de 2010.

Reeleito em 2012 e atualmente licenciado do cargo até o fim deste mês, José Leane foi condenado ao pagamento de multas que, juntas, somam o valor de mais de R$ 30 mil.


O gestor teve desaprovada a sua prestação anual de contas, também referente ao exercício financeiro de 2010.

Leia outras notícias no Blog do Foguinho e acompanhe nosso Blog pelo facebook ou envie notícias pelo WhatsApp- (098) 9147-3880.

Aldy Saraiva esclarece denúncia sobre o IPC de Chapadinha


O presidente do Instituto de Previdência e Aposentadoria de Chapadinha (IPC), Aldy Saraiva, procurou o blog Cafépequeno para esclarecer sobre matéria veiculada em blogs de oposição, que apontam suposta denúncia do vereador Marcelo Meneses como motivo para realização de auditoria no IPC. 

Aldy Saraiva contesta o boato e diz que as auditorias nos Institutos de Previdência municipais são realizadas de cinco em cinco anos, sendo que a do IPC de Chapadinha estava marcada para meados de 2013, o que não foi possível por causa da grande demanda do Ministério da Previdência Social. 

“Como a demanda no Ministério da Previdência é muito grande, foi estabelecido entre a prefeitura e o técnico do Ministério o mês de junho de 2014 para realização da referida auditoria”. 

Aldy Saraiva afirma ainda que não existe qualquer irregularidade na sua gestão e que os aposentados e pensionistas estão recebendo seus benefícios em dia. “Se existe alguma irregularidade, trata-se de gestões anteriores, as quais estão sendo apuradas pelo próprio Ministério da Previdência e pelo Tribunal de contas do Estado”, declarou. 

O presidente do IPC também esclareceu que já tomou algumas providências e medidas necessárias, como ajuizamento de ações competentes em face dos ex-gestores, bem como outros expedientes de praxe que incumbem à atual gestão.

Leia outras notícias no Blog do Foguinho e acompanhe nosso Blog pelo facebook ou envie notícias pelo WhatsApp- (098) 9147-3880.
https://www.facebook.com/pages/Blog-do-Foguinho/217621605048826?ref=hl