E-mail: blogdofoguinho@hotmail.com Fone: (098) 99147-3880

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Repercussão! Chapadinha na Rota da Polícia Federal, Ministério Público Federal e Imprensa Estadual.

A cidade de Chapadinha esta semana entrou na Rota da Polícia Federal, Ministério Público Federal e Imprensa Estadual que deixou a classe política em suspense.

O Blog do Foguinho acompanhou de perto toda esta movimentação e noticiários nas redes sociais, e descobriu que foram poucos políticos que permaneceram na cidade, outros até seguiram viagem para outro estado.

A cidade de Chapadinha tem sido noticiário em todo o estado do Maranhão, com manchetes nos grandes jornais.

A primeira matéria bombástica, foi o nome do município de Chapadinha incluído entre as cidades investigadas pela Polícia Federal, de acordo com o Blog do Neto Ferreira.






A segunda manchete foi a ação do Ministério Público Federal contra a prefeita de Chapadinha, Maria Ducilene Pontes Cordeiro.

Belezinha é acusada de explorar recursos minerais de forma irregular, por meio da extração de areia e cascalho. Segundo a denúncia, a prefeita permitia todas essas operações, mas não possuía licença ambiental.

As notícias ganharam repercussão nos principais jornais de grande circulação em todo Maranhão, como G1 e O Estado do Maranhão.


A maioria das denúncias partiram do vereador Marcelo Meneses que sempre foi oposição aos governos que administraram Chapadinha nos últimos anos.

Chapadinha deve ser destaque nos próximos meses, até porque de acordo com a ação contra a prefeita Belezinha, o G1 destacou que a perícia ficou constatada a extração de 7.161,75 m³ de recursos minerais, cujo valor foi estimado em mais de 267 milhões de reais. Até o oferecimento da denúncia, não havia sido verificada nenhuma atividade de recuperação da área pela prefeita.

Prisão. 

O pedido de prisão tramita no Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília. Se condenada a prefeita Maria Dulce Pontes Cordeiro poderá cumprir pena que vai de um a cinco anos, além de multa. 


Vereador Marcelo já tinha denunciado um dos locais.

Em outubro de 2014, o Blog do Foguinho acompanhou o vereador Marcelo Meneses em um dos locais no rio Munin identificado por (Praínha) que estava sendo extraído ilegalmente areia e cascalho do leito do rio, causando danos ambientais.

Na época o IBAMA apreendeu todas as máquinas que estavam no local, a nossa equipe chegou na área e registrou as primeiras imagens após a operação do IBMA.

Na época o vereador Marcelo denunciou na tribuna e disse que toda aquela extração de areia, tinha uma suposta participação da prefeita do município.

Veja as imagens que mostra a triste situação.









Hildo Rocha preside Sessão Solene em homenagem aos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem.


Para comemorar o Dia dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem, a Câmara dos Deputados realizou Sessão Solene que foi presidida pelo deputado federal Hildo Rocha (PMDB/MA). O evento foi requisitado pelo parlamentar maranhense e pela deputada Carmem Zanotto (PPS/SC).
O Presidente do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do DF, João Cardoso da Silva e o vice-presidente da entidade, Jorge Vianna, participaram do evento que também foi prestigiado por Ângela Maria Alvares, Presidente da Associação Brasileira de Enfermagem (ABEN) e por Ipê Onã Silva, Presidente da Academia Internacional de Poetas e Escritores de Enfermagem. “Solicitamos esta homenagem por acreditar que esses profissionais destacam-se dos demais ao lidarem todos os dias de forma intensiva com pessoas necessitando de cuidados especiais de saúde”, destacou Rocha.
Dedicação
O parlamentar ressaltou que os auxiliares e técnicos de enfermagem ficam muito mais tempo com os pacientes do que os próprios médicos embora nem sempre recebam o devido reconhecimento por sua dedicação e responsabilidade perante os demais profissionais de saúde.
“Além do conhecimento técnico, o exercício da atividade demanda cuidado emocional, disposição para se doar, para estar presente e disponíveis para proteger, preocupar-se, compreender respeitar, confortar, se solidarizar e dar segurança aos pacientes assistidos”, destacou o deputado.
Entrosamento
Hildo Rocha disse que os técnicos e auxiliares de enfermagem são, provavelmente, os funcionários mais importantes para o bom entrosamento da equipe multiprofissional de todas as unidades de saúde, públicas e particulares. “O bem-estar dos usuários das unidades de saúde depende, fundamentalmente, desses profissionais que fazem a integração de médicos, pacientes e pessoal de apoio”, declarou.
Baixos salários
Rocha enfatizou que a jornada de trabalho é grande e os salários pagos aos auxiliares e técnicos de enfermagem é sempre abaixo do aceitável. “As condições de trabalho tornam esses profissionais propensos a acidentes, especialmente por materiais perfuro cortantes responsáveis por 84% das ocorrências”, destacou.
O deputado disse que por causa dos riscos inerentes à atividade, desde 1955 muitos projetos de lei tentam reduzir a jornada para 30 horas semanais. “Mais do que isso é inadequado”, declarou.
Reconhecimento
Rocha disse que passou a admirar a categoria observando o trabalho de todos os profissionais da área de saúde. “Eu pude perceber que sem os auxiliares e técnicos de enfermagem de nada adiante ter o médico, o nutricionista e os demais profissionais, que também são importantes”, declarou.
Segundo o parlamentar, os técnicos e auxiliares de enfermagem prestam relevantes serviços ao povo brasileiro e não são reconhecidos. “Por isso, nós vamos lutar para que esta categoria faça parte dos Conselhos Regionais e Federais de Enfermagem”, afirmou Hildo Rocha.

Terror na Ilha! Facção criminosa incendeia ônibus e mete pânico em São Luis

Imagem encaminhada ao Blog de um dos ônibus que tocaram fogo
Imagem encaminhada ao Blog de um dos ônibus que tocaram fogo
Três ônibus foram incendiados na noite desta quinta-feira (19). Ataques ocorreram na região metropolitana de São Luís.

O terror voltou a ser promovido em São Luís. Bandidos que fazem parte de uma facção criminosa que atua em São Luís, promoveram, na noite desta quinta-feira, uma série de ataques a coletivos em bairros da Região Metropolitana da capital. Até às 20h30, a polícia – por meio do 13º Batalhão – havia confirmado pelo menos quatro ataques na cidade. Não havia informação sobre pessoas feridas.


Três ônibus foram incendiados e segundo informações do secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela, os ataques tiveram início por volta das 19h30 na Vila Roseana Sarney, no município de Paço do Lumiar, e nos bairros da Cidade Operária e Liberdade.

image

Fonte:G1/MA

Ministério Público Federal denuncia Prefeita Belezinha por crimes ambientais



MPF no MA denuncia prefeita de Chapadinha por crimes ambientais
Ducilene Belezinha foi denunciada por explorar recursos minerais ilegalmente.

Perícia constatou uma extração de 7.161,75 m³ de recursos minerais.
Do G1 MA

 

Ministério Público Federal (MPF) denunciou a prefeita de Chapadinha – município localizado a 246 km de São Luís - Maria Ducilene Pontes Cordeiro (PRB), por crime ambiental ao explorar recursos minerais de forma irregular, por meio da extração de areia e cascalho. Segundo a denúncia, a prefeita permitia todas essas operações, mas não possuía licença ambiental.

O pedido de prisão feito pelo procurador regional da República, Ronaldo Albo alegou que fiscais do Departamento Nacional de Produção Mineral do Estado do Maranhão (DNPM/MA) identificaram atividades ambientais sem prescrição legal na localidade Santa Clara, em Chapadinha. Ainda conforme a denúncia, toda a produção era vendida para a loja de material de construção Comercial Júnior ao preço de R$ 36,00 por metro cúbico.

Ao se defender da denúncia, a prefeita afirmou que praticou o serviço de remoção de areia e cascalho em Santa Clara enquanto ainda possuía a licença ambiental, expedida pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema). No entanto, como os recursos minerais são bens da União, haveria a necessidade de autorização expedida pelo DNPM, que não foi expedida.

Durante a perícia ficou constatada a extração de 7.161,75 m³ de recursos minerais, cujo valor foi estimado em mais de 267 milhões de reais. Até o oferecimento da denúncia, não havia sido verificada nenhuma atividade de recuperação da área pela prefeita.

O pedido de prisão tramita no Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília. Se condenada a prefeita Maria Dulce Pontes Cordeiro poderá cumprir pena que vai de um a cinco anos, além de multa.

G1 entrou em contato com a prefeitura de Chapadinha para pedir posicionamento sobre a denúncia contra a prefeita da cidade e aguarda retorno. A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema) foi contatada para confirmar se houve a concessão da licença à prefeitura de Chapadinha e até quando ela vigorou e aguarda respostas.


A reportagem do G1 também entrou em contato com a empresa de materiais de construção Comercial Júnior, mencionada na denúncia. Por telefone, foi informado que ninguém com permissão para falar sobre o assunto estava disponível.
https://www.facebook.com/pages/Blog-do-Foguinho/217621605048826?ref=hl